11 2338-2997

Certidões para Aluguel de Imóvel


Certidões para Aluguel de Imóveis

Nos dias atuais e mesmo com o aumento da oferta de crédito imobiliário no mercado, muitos têm preferido alugar um imóvel ao invés de se comprometer com prestações de financiamento que acabam não cabendo no orçamento. Para garantir que a locação possa ser aprovada sem maiores problemas e, também, para não correr o risco de outro locatário locar primeiro o imóvel, é necessário ter em mãos todas as certidões exigidas para esse negócio.

Sendo assim, providenciar com agilidade os documentos para a locação de um imóvel é uma das etapas mais importantes nesse processo.


Quais são as vantagens do aluguel em comparação à compra e venda de um imóvel?

Você sabia que alugar um imóvel pode ser mais vantajoso do que se comprometer com um financiamento? Em alguns casos, o morador não tem intenção de permanecer no imóvel por muitos anos: a depender do estilo de vida, profissão e objetivo da pessoa, não é interessante arriscar um financiamento ou mesmo pagar pelos juros cobrados pelas instituições financeiras.

Além disso, o percentual pago pelos locatários é inferior ao rendimento líquido mensal de títulos públicos, o que implica em melhor qualidade de vida para quem vai alugar um imóvel. As parcelas do financiamento, quando comparadas às taxas de locação, oferecem vantagem financeira a longo prazo. Por outro lado, alugar um imóvel implica em dispensar o locatário de arcar com eventuais despesas de manutenção, uma vez que estas recaem sobre o proprietário do imóvel.


Documentos para alugar imóvel

A locação de um imóvel pode ser feita por pessoa física ou jurídica. Saiba quais são as certidões normalmente necessárias em ambos os casos:

1. Documentos para locatário Pessoa Física

  •  Cópias do RG e CPF e comprovante de endereço
  •  Certidão de nascimento ou casamento, a depender do estado civil
  •  Comprovante de rendimento superior a 03 (três) vezes o valor do aluguel líquido
  •  Declaração de Imposto de Renda completa
  •  Os três últimos recibos de pagamento, caso esteja pagando aluguel
  •  Ficha cadastral preenchida e assinada

2. Documentos para locatário Pessoa Jurídica

  •  RG e CPF dos representantes da empresa
  •  Cartão do CNPJ e comprovante de inscrição municipal ou estadual
  •  Contrato social e última alteração, caso exista
  •  Dois últimos Balanços patrimoniais, assinados e carimbados pelo contador com número de CRC
  •  Último balancete assinado e carimbado pelo contador com número de CRC
  •  Última declaração de imposto de renda da empresa
  •  Comprovante de endereço da empresa
  •  Comprovante de residência dos representantes

Em caso de profissionais liberais ou autônomos, a documentação exigida é:

  •  Declaração de Imposto de Renda completa
  •  Declaração de rendimentos atuais (DECORE), com assinatura do contador e número do CRC
  •  Contratos particulares de prestação de serviços


Lei do Inquilinato: documentos para locação

Nesse tipo de negócio imobiliário, tanto o locatário quanto o locador possuem uma série de obrigações a cumprir. É fundamental ficar atento aos detalhes para que se possa garantir uma operação transparente e tranquila para todos as partes envolvidos. Para regulamentar este tipo de negócio foi criada a Lei do Inquilinato, que contempla todos os direitos e obrigações que envolvem a locação de imóvel.

Além de entregar o imóvel em perfeitas condições de habitabilidade, o locador também é responsável pelos reparos necessários no imóvel, assim como é de sua responsabilidade, eventuais cotas extras de condomínio, quando a locação envolver apartamento. Taxas gerais, taxa de incêndio e IPTU podem ser pagas tanto pelo locador quanto pelo locatário. É preciso definir quem realizará os pagamentos por meio de um contrato firmado entre as partes interessadas, fique atento a isso.

Passo a passo: como alugar um imóvel

1º Passo: Planejamento

Escolha o bairro ou região que melhor atenda às suas necessidades. Verifique o comércio e os serviços disponíveis nas proximidades, estabeleça uma metragem, considere o ambiente caso possua animais de estimação e planeje sua nova moradia. Pensar em todos os detalhes da rotina é essencial para uma boa tomada de decisão.

2º Passo: Prepare o bolso

Esteja preparado financeiramente: por meio de um cálculo é possível avaliar o quanto você precisará de dinheiro para garantir sua qualidade de vida. Calcule seus ganhos com eventuais despesas do dia a dia para saber exatamente o quanto você pode investir.

3º Passo: Realize uma vista antes da mudança

Antes de fechar negócio e pegar as chaves, realize visitas em horários e dias diferentes para verificar aspectos como incidência de luz solar, barulho, etc. Assim, você evitará surpresas desagradáveis e não frustrará as expectativas em relação ao imóvel.

4º Passo: Exija um contrato escrito

Fique a par de todos os deveres e obrigações envolvidos na Lei do Inquilinato. Estar bem informado e conhecer o seu contrato de locação fará toda a diferença no processo.

5º Passo: Fique atento às regras de mudança

Contrato assinado, chaves na mão: finalmente chegou a hora da mudança. Verifique as normas do prédio em relação aos horários de carga e descarga e programe-se para evitar atrasos. Não se esqueça também de transferir o endereço das contas para o seu nome.

Documentos para alugar imóvel é com o Certidão na Mão!

Precisa emitir certidões para alugar imóvel? O Certidão na Mão faz isso por você, com total rapidez, eficiência e praticidade. Fale agora mesmo com um de nossos especialistas!